Espanhóis estão dispostos a imigrar para Brasil ou Alemanha a procura de emprego


Com o Brasil em alta e a Alemanha à busca de mão de obra qualificada espanhóis começam a deixar o país para fugir de uma taxa de desemprego de 20,3%. Na América Latina, o México tende a ser também o objetivo dos espanhóis.

Pertencente ao grupo dos Piigs (Portugal, Irlanda, Itália, Grécia e Espanha) e em um cenário econômico nada alientador, os profissionais espanhóis mostram-se mais dispostos a deixar o país. De acordo com o IV Estudo de Mobilidade da Randstad Professionals, 70% dos jovens espanhóis na faixa etária entre 25 e 34 de anos estão mais dispostos a mudar de cidade para conseguir um emprego.

Se a oferta de trabalho está fora do país, os candidatos ibéricos estão dispostos a imigrar. “O Brasil está na moda. Todo o mundo está lá”, disse Puri Paniagua, socia da Neumann International, empresa que headhunter de executivos.

“A tendência é que os executivos espanhóis deixem o país para ir à América Latina”, disse Ignacio Molina o pesquisador do Instituto Real Elcano da Espanha, um dos autores do Índice Elcano de Presença Global junto com a professora Iliana Olivé, em entrevista ao Terra Brasil. Ele explica, no entanto, que essa movimentação de profissionais se limita ao nível de diretores e executivos de multinacionais instaladas nos países latino-americanos.

Para Eduardo Quero, consultor da Randstad Professionals, o México também é um país que poderia ser receptor desses profissionais. Segundo a questão do idioma e os investimentos de empresas espanholas no país são fatores chaves na decisão.

Já o interesse pela Alemanha, por exemplo, foi despertado no passado mês de janeiro, quando Angela Merkel em visita relâmpago ao país disse que seu país está “captando” jovens profissionais espanhóis qualificados, ou, seja qual for sua origem, para trabalhar na Alemanha.
Isso provocou um aumento de 22% nas matrículas no Instituto Goethe em todo o país. Segundo Constanze Michel, chefe da sede em Madrid, sua sede foi a que apontou o maior aumento no número de inscritos, 1780.

Ainda segundo estudo publicado pela consultoria Manpower, em 33 dos 39 países pesquisados no mundo os executivos estão otimistas quanto as Projeções de Empregos para o segundo semestre de 2011, destaque para India, Taiwan, Brasil e China.

Sobre Redação Europa
Luciano Alarcón, é jornalista formado pelo Centro Universitário de Araraquara, foi jornalista e Webmaster da Revista AméricaEconomía em Santiago do Chile, correspondente para o site www.Terra.com e freela para Folha de S. Paulo, entre outros meios na América Latina. Atualmente estuda Superior de Política de Munique e apresenta o programa de Radio "Brasilien in Focus" na Radio Lora FM de Munique. RedaçãoEuropa é a sua redação jornalística direto da Europa. Com notícias atualizadas sob o ponto de vista do jornalismo brasileiro. Porque o diferencial também é notícia, através do RedaçãoEuropa você terá acesso a matérias elaboradas e que as grandes agências não cobrem. Leia nossas matérias, retwitte, comente e informe-se. Um grande abraço sua Redação na Europa.

Os comentários estão desativados.

%d blogueiros gostam disto: